quinta-feira, 5 de maio de 2011

aquele homem

ele fica sentando no meio fio da rua. sempre no mesmíssimo lugar. sempre enrolado num cobertor. mesmo quando está calor. quando alguém chega perto, ele esconde o rosto. suas mãos são encardidas, suas unhas são imundas. os cabelos são embaraçados e sujos. devem ser duros. as vezes ele fala sozinho. parece que fala. não ouço a voz, só o vejo de longe. ele não gosta que eu chegue perto. aquele homem é um inço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário