terça-feira, 3 de janeiro de 2012

amor e flor

Amor, sinta saudade de mim. Não me deixe num canto inóspito nem no meio da bagunça nem num balaio de lembranças. Mas não me ponha na porta da geladeira nem na tela do computador nem no chaveiro de casa. Me acomode em teu peito e, só às vezes, me acorde
e me regue como a uma flor. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário